Antes de desistir do amor, leia este texto

Image for post
Image for post

Algumas coisas realmente acabam. Não tem jeito. O fim é um direito, mas antes de desistir de alguém, esteja disposto ao máximo a amá-la sob qualquer hipótese aceitável. Isso mesmo, antes de escolher abandonar um amor, tenha a certeza que prosseguiu com alguém tudo que podia andar. Amar é também ter coragem de insistir.

Disseram para nós que o amor verdadeiro é aquele que parece ser mais o forte, mas percebo que aqueles que tem mais disposição a mudança e estão prontos para fazer as coisas acontecerem é que conseguem resistir. O amor com maior sucesso é aquele que fica mais resistente quando sofre um golpe e não aquele que parece nunca desmoronar ladeira a baixo.

Eu sei que muita gente vai dizer que você não pode fazer a diferença onde o amor já faliu, mas a real é que quem diz isso, na verdade pode ter um medo imenso de tentar até que dê certo. Não queremos acreditar que duas pessoas, apesar das suas diferenças, podem conviver bem. O amor tem sim os seus milhares de enroscos, mas também pode ser bem fácil quando quer ser.

Temos que aprender que qualquer progresso só acontece quando aprendemos a calar as vozes da mente. Depois de um tempo, mais maduros, nos arrependeremos não daquelas coisas que fizemos, mas das que passaram despercebidas ou as que poderíamos ter feito diferente. Maturidade é isso.

Se você sente que tudo está ficando esquisito, explore mais o amor simples. Sonhe junto com aquilo que é importante. Descubra quais são os caminhos mais tranquilos para permanecer junto e ande verdadeiramente nessa direção. Isso não quer dizer anular-se, quer dizer que aprendeu a respeitar as diferenças sem imposição.

Não é fácil lidar com um fracasso, mas é recomendável recomeçar sempre. Ser bem-sucedido em alguma coisa que não sente paz também não interessa. A maioria das nossas falhas acontecem quando minimizamos o quanto já andamos na companhia de alguém e deixamos de valorizar os pequenos sucessos.

Temos que aprender a relembrar aquilo que nos faz feliz. Se aprendêssemos a olhar menos para o tamanho dos problemas e começar a olhar mais para o que podemos fazer juntos para resolvê-los ou minimizá-los, teríamos menos pessoas desistindo um do outro.

Quando vivemos à dois, o mais importante é saber para onde se está indo. Se vocês não tiverem definido bem o que querem, provavelmente cairá em um plano qualquer. Muito do estresse que nos faz vítimas, se dá exatamente por não pensar em como construir algo junto. Assim, procurar uma realização na companhia do outro é uma realidade que já não conseguimos viver.

A felicidade hoje está dependendo do dinheiro, do emprego, da estabilidade, dos objetivos pessoais. É nessa hora que podemos perceber que, apesar de faltar algo, pertencemos um ao outro e podemos correr atrás do que falta juntos . A parada legal de ter alguém é justamente essa.

A arte de viver com alguém não está em eliminar os problemas, mas sim em crescer com eles. Não podemos esperar da felicidade que ela seja um local constante para atingir, mas uma maneira turbulenta de não ficar parado em si.

O amor não é recompensado pelo que vai conseguir adiante, mas é realmente na dedicação de fazê-lo durar e acontecer que está a graça. Desistir de qualquer amor, é desistir um pouco de si.

Gostou do texto? Quer aprender como contar boas histórias? Conheça mais sobre o Curso Completo de Storytelling. Aprenda a usar ferramentas técnicas totalmente práticas e aplicáveis para ter mais resultados reais com seu público, cliente e audiência.

[Se você gostou do texto, dê 50 palminhas e comente para me deixar saber disso]

Written by

#Jornalista e #escritor • TOP VOICE #linkedin 390 mil seguidores • Especialista em #storytelling • Colunista @rockcontent | murilloleal.com.br

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store